O Blog destinado a uma tribo com espírito aventureiro, que aprecia as estrelas do céu mais que as do hotel

.

Desvendando a magia do Deserto do Saara – Marrocos

Desvendando a magia do Deserto do Saara – Marrocos

Viver uma experiência em meio ao Deserto do Saara para mim sempre foi algo utópico, afinal este lugar sempre habitou histórias, contos de fadas e filmes. Entretanto, depois que você começa a se aventurar pelas estradas do mundo, as distâncias parecem se encurtar e tudo aquilo que você julgava sonho, passa a ser considerado, contabilizado e planejado. Talvez este seja um dos motivos pelos quais as pessoas dizem que viajar é ampliar o olhar da mente, simplesmente porque você consegue transpor as barreiras do que chamam de impossível concretizar.

E foi neste mood que eu programei minha viagem ao Marrocos, sempre com o pensamento fixo no Saara, claro! E então eu comecei a revirar os blogs atrás de informação e confesso que encontrei pouca, pelo menos dentro da “sede” que eu estava de saber mais sobre o deserto mais quente do mundo! :-)

Como chegar do Deserto do Saara

Passeio de camelo pelo Deserto do Saara

O Deserto do Saara localiza-se ao norte do continente africano e suas imensas extensões ultrapassam as fronteiras de muitos países como : Argelia, Egito, Marrocos, Tunísia entre outros. Para alcançar o Saara a partir do Marrocos existe a possibilidade de ir à cidade de Marrakesh. São cerca de 10 horas de viagem por estradas sinuosas e com poucas paradas. Mas pode demorar até 2 dias (como no meu caso), se formos parando pelas inúmeras paisagens e outras partes interessantes deste caminho.

Aos que se aventuram pelo Marrocos para ir ao Saara, podem pegar um ônibus que vá até Merzouga, vilarejo por onde adentramos o deserto, no entanto eu fui através de excursão indicada apelo Hostel Layla Rouge. E acho que foi uma boa opção.

Paguei 900 dirham, que equivale a mais ou menos 300 reais, por 3 dias e 2 noites de viagem, incluso hospedagem em uma das noites em hotel (tosco!) e todos os jantares. Não foi super barato, mas acho que pelo tipo de experiência que se vai ter, vale certamente a pena!

Dica: Cheque se as duas noites oferecidas serão, de fato, no deserto. No meu caso não foi. Tive somente cerca de 12 horas nas areias do Saara. As demais foram dentro de uma van! :-(

Antes do Deserto do Saara

Para chegar ao Deserto, como mencionei acima, pode-se optar por uma batida frenética de cerca de 10 horas ou tranquilamente com paradas estratégicas para conhecer um pouco mais do povo e da cultura Berber. A excursão me proporcionou a segunda opção.

Confesso que no começo achei um saco parar a cada 1 ou 2 horas, eu queria chegar logo ao Deserto, poxa! Mas depois me acalmei e me dei conta da preciosa oportunidade que estava tendo de ver gente do interior daquele país, de mergulhar um pouco no costume e, principalmente, que precisava desacelerar aquele espírito paulistano de querer tudo para ontem. Relaxei e a viagem foi o máximo!

Dentre muitas paradas na ida, sem dúvida as que mais me chamaram a atenção foi Ait Ben Haddou.

Ait Ben Haddou

Ait Ben Hadou

Ait Ben Haddou é uma cidade localizada na Cordilheira de Atlas próxima a Ouarzazate, que foi tombada pela Unesco como Patrimonio da Humanidade. Ainda vivem cerca de 70 famílias por lá e são labirintos de casas feitas de uma espécie de barro que protege a população do sol de cerca de 50o no Verão! :-P. Ali foram filmados longas de muito sucesso como Gladiador, Babel, Cleopatra, Indiana Jones, Asterix entre outros. O visual que se tem do topo da construção é sensacional. Além do pequeno comércio de artigos tipicamente berber que você encontra pelo caminho.

Ait Ben Hadou

Ainda em Ouarzazate, você terá oportunidade de conhecer os estúdios de filmagem Atlas Corporation Studios e o museu do cinema.

A caminho de Ouarzazate

Alguns (muitos) quilômetros depois uma nova parada: cidade Kelaa M´gouna. A cidade das rosas vermelhas. A melhor época para visitá-la é no mês de Maio onde acontece uma festa popular para celebrar a chegada das rosas. Nesta cidade eles produzem água e óleo a base de pétalas de rosas que é um dos produtos mais típicos e mais solicitado pelos turistas pelo delicioso aroma e altíssimos preços que lhes são atribuídos na Europa, por exemplo. Em Kelaa M´gouna eles são pechinha! #dicadeeconomia

Depois de um dia cheio de tantas informações e paisagens belíssimas, chegamos no Hotel na cidade de Souss- Massa- Daa, local indicado para passarmos a noite.

Souss Massa Daa

Ok, confesso que eu detestei as instalações e o jantar também não foi nenhum banquete. Mas o seu cansaço faz milagres e até seu senso crítico se abranda. hahaha

Eu não sei se estava muito encantada, mas tudo parecia incrível!

Após o jantar, rolou um show Berber ao som de Tbilats (espécie de tambor de percussão) e muitas canções árabes a meia luz, além do melhor clima que poderia existir na troca daquela incrível experiência entre turistas do mundo todo. De fato a cultura marroquina é deslumbrante!

O dia seguinte começa cedo. Às 7h da manhã todos estavam no restaurante para o café da manhã (leia-se: café com leite, pão – eu amei o pão marroquino, que parece um pouco o pão sírio só que mais robusto-, margarina e geleia). A viagem tinha que começar cedo, porque ainda teríamos cerca de 9 horas de estrada.

O segundo dia de viagem foi marcada pela tentativa de vender coisas aos turistas. Isso me irritou um pouco.

Mas uma das paradas foi bem interessante: fomos recebidos por um comerciante de tapetes que vive em uma caverna. Conhecemos sua residência e a tapeceria. Fomos convidados ao chá hospitaleiro de menta e depois, claro, apresentados aos tapetes e lenços.

Não tinha a intenção de comprar nada, mas eles começam a te ensinar a fazer aquele turbante marroquino e você se empolga com o visual!

Não teve jeito! Comprei um lenco bem bonito, mas simples e paguei 100 Dirhams, algo em torno de R$ 30 reais. Achei que foi um bom preço até o meu retorno a Marrakesh, onde o mesmo lenço me sairia a R$ 3 !!!! Bom..Os palavrões eu vou ocultar do texto, ok? hahahaha

Finalmente depois de 2 dias exaustivos de viagem, eis que surge Merzouga.

Merzouga

A cidade mais emblemática que tive contato no Marrocos. Ali a cultura parece pura!

Merzouga está colada a Argélia e portanto as tradições se preservam mais que na turística Marrakesh. Cerca de 90% das mulheres utilizam burca, por exemplo.

O olhar amedrontado e um pouco curioso que sobrepõe aquela capa preta era o que me chamava a atenção naquele instante .E eu me pegava pensando : “Como sera a vida desta mulher? Tão mulher quanto eu e tão distante…

“Estas reflexões associadas a imagem, fazem com que a viagem se transforme quase em filosofia…”

E depois ainda perguntam o porquê sou viciada em viajar? Experiência que nenhum filme ou livro te trará!

Finalmente… Deserto do Saara!

Chegamos ao Deserto por volta das 18h do segundo dia de viagem: exaustos, quebrados, com fome ! Portanto, a magia das areias avermelhadas ainda não me seduziam como imaginei.

Mas eu já avistava os camelos e isso me animou de alguma maneira, porém ainda me preocupava com o temido frio desértico, já que me contavam experiências penosas de temperaturas negativas durante a madrugada e eu acabava de chegar de uma viagem de pelo menos 32o.

Hora de embarcar para o “mundo Ali Baba”! E como faríamos?

Sobre camelos, claro!

Subi rapidamente em um deles com a ajuda de um homem que só falava árabe. Portanto as instruções foram praticamente nulas. Foi quando ele deu um “totó” na pata do camelo e vup! O camelo subiu! Eu tentei controlar o estresse, mas não me contive dei um berro, porque simplesmente subir em um camelo não é tão natural e descobrir que ele tem mais de 2m de altura em sua corcova foi um choque! Estava morrendo de medo!

Só não sabia que subir era a parte fácil… Descer dele era a missão!

Camelos no Deserto do Saara

Mas nada que depois de algum treino você não se considere mais a vontade com a criatura. rs.

Como se não bastasse toda esta situação eis que o inusitado acontece…

O camelo é ruminante e portanto passa todo tempo mastigando. Estávamos em fila indiana e o camela de trás mastigando, mastigando…Até que começou a mastigar a minha blusa que estava amarrada na minha cintura (eu não me dei conta), depois o botão da minha blusa e ia avançado até que…Aiiiiiiiii!

O guia me olhou assustado e eu não consegui dizer nem em Ingles e nem em Espanhol que o camelo havia me mordido! Ele mordeu minha perna!

E eu só consegui fazer mímica! O guia entendeu e afastou um pouco, mas ele gostou da “fartura” e toda hora ensaiava mais um “tira -gosto”.

Fala a verdadade… Só comigo!!!!! hahahahhahahahahhahaha

Depois de 2 horas de passeio de camelo (neste momento eu já não sentia mais a bunda) chegamos ao acampamento…

Super arrumado, com cobertores, travesseiros e etc… Estava feliz por saber que me livraria do frio negativo…Que nunca aconteceu!

Por do sol no Deserto do Saara

Os Berberes me contaram que poucas vezes o Saara chegou a ter noites com temperaturas negativas, porque o sol inside sobre as dunas e não há tempo suficiente para resfriá-las. Além disso, as dunas elevadas nos protege dos ventos, minimizando a sensação de frio. Ou seja, cai a temperatura, mas ela não é negativa! Nesta noite deve ter baixado a uns 10o.

Fomos conduzidos a sala onde aconteceria o jantar… E ali começava de fato a minha pernoite no Deserto.

Sentamos ao chão em uma mesa compartilhada para 8 pessoas. Na minha estava eu, 2 espanholas, 2 italianos e um japonesa apenas. Nos serviram um Tajine tamanho família e compartilhamos o mesmo prato. Tipicamente marroquino.

Jantar no Deserto do Saara

Foi o melhor Tajine que eu comi em toda viagem! E havia sido preparado ali, mesmo, no meio das dunas do Saara! Comi muitoooooo!

Depois começou o show com musica típica… Fui convidada até a arriscar uns passos…

Todos batiam palma, tentavam cantar o refrão… A meia luz só me permitia fotografar aquele momento como um sonho sendo realizado! Estava emocionada, mas não queria perder os detalhes. E estes eu posso tentar, mas acho difícil reproduzir…

Depois disso, decidi que queria ver o céu e posso dizer que foi o mais estrelado que vi na vida! Tinha estrelas no horizonte…Umas pareciam tão próximas que dava vontade ir atrás.

O silêncio me dava a nítida sensação de estar conectada ao Universo. Só agradeci a Deus por ter a oportunidade de viver aquele momento! Agradeci por ser tão abençoada!

Só uma coisa me intrigava… Quando eu teria a oportunidade de tirar aquelas tantas fotos que eu via nos blogs? O sol não estava bacana a tarde… Chegamos quase a noite!

Mas o espetáculo estava ao amanhecer…

As belas paisagens que vemos retratadas em fotos do Deserto, acontecem com os primeiros raios de sol que dão forma as sombras dos camelos, ao tom alaranjado das dunas…O vento forma ondulações na areia tão típicas das fotos que expressam a solidão e o silêncio do Saara!

Sombra dos camelos no Deserto do Saara

O nascer do sol mais espetacular e mais simbólico que eu presenciei! Mais uma vez só poderia agradecer. Olhava a expressão dos outros turistas e todos com o mesmo olhar contemplativo, adoraria saber o que se passava na cabeça de cada um…

Ficaria horas ali calada observando… Mas o sol despontava rapidamente e o calor começava a chegar com intensidade. Deveríamos retotrnar a Merzouga antes das 8h da manhã para o café… Mas para mim era como retornar a vida real!

Música típica de uma noite no Marrocos

Onde fica o Deserto do Saara:


Exibir mapa ampliado




25 Comentários

  1. Oi, Lidi. Tudo bem?

    Seu post foi selecionado para a #Viajosfera, do Viaje na Viagem.
    Dá uma olhada em http://www.viajenaviagem.com

    Até mais,
    Natalie – Boia

  2. FANTÁSTICO !!!

  3. Mto obrigada pelas dicas! Vou mais tranquila depois da sua indicacao de hostel e do tour pro deserto. To com duvida quanto a roupa: estara mto calor, mas nao é mto aconselhavel andar mto “a mostra”, ne?! o que vc levou basicamente? Obrigada! Bjos. PArabens pelo blog!

    • Oi Yasmin,

      Acho que v.vai ter uma das experiências mais incríveis da vida! :-)
      Olha os lugares que passei, não havia uma preocupação mto grande com este lance de roupa. Não vi ninguém de mini saia, shortinho, mas muita regata, legging, calça jeans.
      Eu particularmente amo saia longa e lenços, então sem querer fiquei até parecendo marroquina…hahahaha. Mas eles estão acostumados aos turistas e isso não deve se um gde problema. Busque não abusar da sensualidade porque como se diz por aí “os mino pira!” hahahha. Boa viagem!!!!

    • eu estive la, muito lindo e fantastico, quanto as roupas melhor usar coisas discretas, calça jeans, uma bulsa mais larga, eles gostam de turistas que respeitam a cultura,muito contrario dos brasilerios, que gostam de tudo aberto, procure um guia que fala portugues se tiver problemas com o dialeto, conheceço alguns, pois nessa viagem conheci meu marido, marroquino do deserto do saara.

      • Ola, adorei o seu post.

        Estou querendo passar minhas de maio do próximo ano em Marrocos e tenho varias duvidas de roteiro.

        Minha intenção é sair do Rio direto para Marrocos e depois voltar via Holanda e um pulinho na Bélgica.

        A respeito de Marrocos vc teria dicas de guias?

        Tem contato deles?

        Quais cidades vcs visitaram?

        Somente para minha estimativa, pois sei que é pessoal quanto em media vc gastou em Marrocos?

      • Ola! vou ao marrocos e gostaria de um guia que fala portugues. poderia me indicar algum?
        um abraçoooo

      • Oi Marcia. Td bem?
        Sou Adielma,Bahiana de salvador e querendo ir ao marrocos em julho. Se puder me indica quais que falem Português e de alta confiança. Quero ir com meus filhos: 6,13 e 24 anos. Que vc acha?
        Bjs

  4. Oi Meninas,

    A minha experiencia foi muito legal graças a uma agencia em Ouarzazate que se chama Portal Marrocos

    http://portalmarrocos.com/04_dias_merzouga.php

  5. Amei o texto, era o que precisava para decidir que é por lá que quero começar a conhecer o mundão, em doses homeopáticas é claro..rsss me diverti muito, imaginei em minimos detalhes seus relatos, gargalhei muito.
    Parabéns, show de texto, de experiência.
    =)

  6. Ola!
    Muito legal sua experiencia.
    Vou ao Marrocos agora em dezembro e estou super preocupada com a questao da excursao. Eu vou por conta e vi quero fazer uma excursao pro Saara, como voce fez. É muito dificil encontrar pessoas e lugares que oferecem? Estive procurando na internet e achei pacotes por 300 EUROS, equivalente a 900 reias, e nao estou disposta a pagar isso. Quero algo de no máximo 100 euros.
    Vc sabe de alguma empresa que faça?
    Abraço

  7. Boa noite, você agendou o passeio? vou em janeiro e estou na duvida se reservo antecipadamente pelo site http://www.mamitour.com , ou deixo pra procurar lá na hora.

  8. bienvinidos con nosotros en nuestros viajes a Marruecos para descubrir los mejores aspectos más destacados del Sur de Marruecos: las preciosas montañas del Atlas, oasis cubiertos con exuberantes palmeras, antiguas Kasbahs siglos, pueblos de adobe bereberes, un paisaje salvaje formado por profundos desfiladeros, y el desierto del Sahara, con su arena dunas …

    http://www.marruecosrutas.com
    marruecosrutas@gmail.com

  9. http://www.MaroccoEscursioni.com Viagens e turismo empresa de transporte foi criado e gerido por uma equipa profissional que tem uma vasta experiência na organização de viagens. Mais de 14 anos, oferecemos viagens para o indivíduo e facilitar a sua viagem para o Marrocos, com excelentes serviços durante sua estadia em Marrocos atrás

    http://www.maroccoEscursioni.com Nosso Companhia turismo tem sido líder de mercado oferecendo passeios e excursões de Marrakech nas melhores condições com preços razoáveis. Hoje continuamos nosso compromisso e oferecendo um dos melhores serviços, marketing e oferecendo aos nossos passeios e excursões 4 × 4 no deserto com preços justos.

    Propomos passeios de um dia: excursão para Essaouira, Imlil Tour e as montanhas do Atlas, Ait benhaddou turnê, Cachoeiras de Ouzoud circuitos tanto quanto vários dias atrás, o deserto do Saara e do grande sul marroquino: Ouarzazate, Zagora, dunas circuito Merzouga e Marrakech para Fes via Erg Chebbi em Merzouga com passeio de camelo e passar uma noite inesquecível no acampamento nômade no deserto.

  10. tem gostado muito de seu artigo, mas você se esqueceu de Meknes, cidade imperial é um pouco esquecido e desconhecido, mas tem pouco a invejar a outras cidades em Marrocos.

    Também recomendamos que você lançai a web http://www.MaroccoEscursioni.com

  11. Fui ao Marrocos no final de Abril.Contratei o pessoal da agencia Marvelous Morocco Tours do Marrocos. Tudo correu perfeitamente. Contratamos um tour privado para nossa viagem ao Marrocos. Tivemos uma assessoria durante toda viagem. Um dia todo passeando por Marrakesh com um guia exclusivo. O passeio pelo deserto foi maravilhoso. Podem confiar no trabalho do Iddir, eles preparam tudo, desde os translados do aeroporte, hospedagem e até os melhores lugares para compras. No Hotel em Dades fomos recebidos com um grupo folclorico cantando e dançando para os novos hospedes. Uma surpresa nova a cada dia. Nós indicamos Iddir e ( marvelous-moroccotours.com ) para quem deseja uma viagem perfeita!

  12. Fui ao Marrocos no final de Abril.Contratei o pessoal da agencia Marvelous Morocco Tours do Marrocos. Tudo correu perfeitamente. Contratamos um tour privado para nossa viagem ao Marrocos. Tivemos uma assessoria durante toda viagem. Um dia todo passeando por Marrakesh com um guia exclusivo. O passeio pelo deserto foi maravilhoso. Podem confiar no trabalho do Iddir, eles preparam tudo, desde os translados do aeroporte, hospedagem e até os melhores lugares para compras. No Hotel em Dades fomos recebidos com um grupo folclorico cantando e dançando para os novos hospedes. Uma surpresa nova a cada dia. Nós indicamos Iddir e ( marvelous-moroccotours.com ) para quem deseja uma viagem perfeita!

  13. você quer viajar em Marrocos Mais informação http://www.caminobereber.com

  14. Oi, Lidiane! Adorei teu relato, a parte do camelo mordendo tua perna é hilária!!!!Hahaha. Eu vou para Marraquexe em abril e ainda estou em dúvida sobre passar a noite no deserto… nas tendas tem banheiro, pelo menos? Eu sei que o banho não rola e recomendam levar lenços umedecidos… outra coisa, como tu fez com a tua mala? Deixou em Marraquexe? A questão da mala que está me deixando aflita.

  15. Boa tarde Lidiane! Tudo bem?!
    Tenho uma vontade gigantesca de conhecer o deserto do saara e quero saber o quanto você gastou nesta viajem?!

    • Caio,

      Eu fui em 2013 qdo dólar estava beeeem mais barato. E uma viagem de 12 dias em torno de 3 mil reais. (sem passagens).
      Mas passei 6 dias na Espanha e isso encareceu bastante a viagem. O Marrocos em si é beem barato.

Trackbacks/Pingbacks

  1. Espírito de Aventura» Blog Archive » Top 5 motivos para se ver o filme “Alta Fidelidade” - […] que eu nunca visitei, mas já considero pacas: (em ordem de EMPOLGAÇÂO): 5. Ilha de Páscoa 4. Marrocos 3. …

e você o que acha disso? Mohamed

.