O Blog destinado a uma tribo com espírito aventureiro, que aprecia as estrelas do céu mais que as do hotel

.

Madrid – Espanha

Madrid – Espanha

“Ah! Madrid…” – Inevitável o suspiro que traz um toque de nostalgia, quando me perguntam sobre a capital espanhola. Esta cidade entrou definitivamente para minhas top 5 e briga acirradamente por um primeiro lugar.
Se a capital espanhola tivesse sobrenome seria INTENSIDADE! E o adjetivo merece caixa alta, porque é sua característica mais pujante. Não por acaso, o nosso amor aconteceu a primeira “pisada”. Rolou uma identificação forte com a gente, cultura, arte, gastronomia e claro…A boemia! :-)
Quem me conhece sabe que este é o cardápio perfeito para me ganhar! :-P

Algumas informações importantes:

  • Número de Habitantes: Aproximadamente 4 milhões.
  • Língua: Espanhol (ou Castelhano, como eles gostam de falar.)
  • Moeda: € (euro) que em Março de 2013 estava a uma equivalência de R$ 2,70.


Como chegar em Madrid?

“Voltei logo pra São Paulo e eu quero é Madrid!!”Musica de Fernando e Sorocaba. Vale mudar a letra da música? :-)
Madrid não foi um destino planejado. Navegava pela internet quando o Melhores Destinos, site que é meu aliado e meu algoz, porque sempre traz as melhores ofertas , mesmo quando eu não tenho grana para elas! :-), vem com uma promoção de passagens aéreas Ida e Volta (direto) São Paulo – Madrid R$ 1.500 pela TAM. #morri
Tive uma palpitação que logo se transformou em um impulso nervoso… Resultado: Passagens compradas! o/
Não tinha férias agendadas, não tinha grana, não tinha planos…Mas tinha passagens! Portanto tudo era só uma questão de ajustar estes “detalhes”… hahaha. Ainda no meio de todo este despreparo, resolvo incluir Marrocos no roteiro! Loucura! Loucura! Loucura! É assim que eu gosto e mais uma vez conclui que assim é que é bom: no susto!
Bem, primeira observação que devo fazer é que a imigração no Aeroporto de Barajas que provoca pânico aos brasileiros pelo alto número de “devolução” de cidadãos ao seu país de origem (não pode ser considerado deportação, porque você não entrou em território Espanhol para todos efeitos) já não precisa ser tão temida assim. Cheguei um pouco (mentira… muito!) apreensiva, porque eu viajava sozinha e poderia ser uma candidata a ser muito indagada por esta condição. Mas tudo foi muito tranquilo, passei em menos de 20 segundos com meu passaporte carimbado e só tive de responder a duas perguntas: Se estava de férias e quantos dias pretendia ficar na Espanha. Só!
Normalmente nós turistas escolhemos locais mais centrais para hospedagem, por isso acho que posso generalizar: não gaste dinheiro com taxi no traslado aeroporto e regiões centrais de Madrid. A malha metroviária deles é excepcional no quesito abrangência, portanto muito possivelmente você estará hospedado ao lado de alguma estação.

Metro La Latina - Madrid

Assim ao receber suas malas, siga as placas super indicativas dentro do próprio aeroporto até alcançar o Metrô de Madrid, solicite um Plano de Metro, vulgo Mapa do Metro gratuito, pague a passagem por volta de € 4,50 (quatro euros e cinquenta), que equivale a mais ou menos R$ 12 (doze reais) e entregue-se as particularidades dos vagões madrilenhos: músicos e artistas que se manifestam na tentativa de ganhar algum trocado :-). A crise lá está, de fato, feroz! :-(
Depois disso, comemore: ao escolher o metrô, você economizou cerca de € 35 ou R$ 94,00, subtituindo o taxi! Clap!clap!clap! #dicadeeconomia

Atenção: este valor mais elevado de tarifa do metrô é porque a linha que atende ao Aeroporto (T1, T2, T3 e T4) tem um acréscimo de € 3 que eles chamam de suplemento. Mas para qualquer outra viagem que você faça dentro da cidade, pagará algo até € 2,00. Isso varia de acordo com as distâncias entre estações.

Onde ficar em Madrid?

Hospedagem na Europa realmente é algo caro. Qualquer hostel melhorzinho sai o preço de um hotel 3 estrelas no Brasil, por exemplo. Mas não tem como escapar e aqui o que você tem a fazer é encontrar o melhor custo X benefício.
Como sempre, utilizei os mecanismos mais comuns de busca: Booking.com, Hostelworld e Hostelbookers com o intuito de acessar as avaliações e recomendações de outros viajantes, considerando sempre as minhas prioridades na escolha de um hotel ou hostel nesta ordem: localização, preço e infraestrutura. Fiz as reservas pelo Hostelworld, mas recomendo fortemente que o façam pelo Hostelbookers ou Booking, já que estes não cobram taxa de reserva, enquanto o primeiro sim! :-P #dicadeeconomia

Optei pelo U Hostel que possui uma infraestrtura sensacional, uma boa localização e um preço razoável. Mas por tudo que pesquisei, valeu bem a pena. Paguei entre €19 (dias de semana) e €21 (final de semana) as diárias, o que convertendo dá entre R$51 e R$ 56. Como eu disse não é baratinho.
Ele localiza-se na Calle Sagasta a umas 6 quadras da Puerta del Sol, marco zero de Madrid, ao lado de 2 estações de Metro : Alonso Martinez , a mais próxima e Bilbao alguns poucos metros mais distantes. Entretanto, somente estas duas estações já permitem conexões com outras 6 linhas. Realmente transporte não é problema por lá. Mas é possível ir a pé a maioria dos pontos turísticos que foi o que fiz.
Os quartos do U podem ou não ser divididos por sexo e possuem lockers individuais, wifi grátis e decoração impecável, tudo moderno e clean. Os banheiros compartilhados são muito limpos e os chuveiros são duchas.Gostei de quase tudo exceto dois pontos bem mais ou menos : café da manhã incluso, que definitivamente não vale o despertar cedo, pois trata-se de 2 fatias de pão com margarina, geleia e uma xícara de café ou suco. Muito fraco! E o staff que é bem morno, quase frio! Mas acho que isso é uma característica comum aos atendentes de Madrid, realmente não dá para esperar uma recepção muito calorosa.

O que fazer em Madrid?

Eu tinha 6 dias na Espanha e os planos iniciais eram claros: 3 dias em Madrid e 3 em Barcelona. No primeiro dia em Madrid, já havia desistido de ir ao lado catalão. Portanto, dediquei 6 dias inteiros a Madrid e não fiz tudo que gostaria. Digo com propriedade: Há muito o que se fazer por lá e sinceramente 2 dias não dá para sentir nem um pouquinho da atmosfera madrilenha, não mesmo!
Cheguei em um sábado frio e chuvoso e já tinha dado como dia perdido…Imagina!
Ao lado do hostel havia um lugar chamado El Junco que prometia um som de primeiríssima qualidade: jazz! Música ao vivo, ambiente intimista e um público acima dos 30 anos. Era tudo que eu precisava para os primeiros 40 minutos em Madrid.:-)
Peço uma cerveja long neck a €5. #morri
Depois descobri que este não era o preço comum e que as casas de música ao vivo são mais caras, mesmo. Mas aqui aproveito para deixar mais uma dica : “Quem converte. não se diverte!”. Faço a conversão de Euros em Reais aqui no blog para que vocês possam se planejar para a viagem, mas leve o valor já em Euro e pense só em Euro, se não você enlouquecerá com os preços! A conversão só vale para o planejamento, para a diversão, não!

Dia seguinte fui encontrar (e conhecer pessoalmente) Ludmy e Átila blogueiros brasileiros do Vou Contigo. O casal me apresentou também Dany Colares, responsável pelo Feriado Pessoal, blog recheado de dicas super, super específicas (e ótimas!) de Madrid. Vale dar uma espiada nos dois blogs para enqriquecer ainda mais sua pesquisa sobre a capital !! #ficaadica.
A minha sorte era tão grande que eu estava com blogueiros de viagem e residentes na cidade, ou seja, tinha um domingo inteiro com as melhores dicas!
Começamos pelo bairro da La Latina:

El Rastro

El Rastro - Espanha - Madrid

bem parecida com Benedito Calixto aqui em São Paulo (os paulistanos entenderão a vibe do Rastro! :-)). Trata-se de comércio a céu aberto e produtos novos e usados, quinquilharias, antiguidades, obras de arte e coisas curiosas. Nesta manhã fazia um belíssimo dia de sol e a feira estava fervilhando. Lotado tal e qual a nossa famigerada Rua 25 de Março aos sábados!… Achei até uma réplica da Ladeira Porto Geral! hahaha
El Rastro acontece todos os domingos e feriados no bairro La Latina e para chegar até lá basta descer no metrô cuja estação tem o mesmo nome.
Depois de se deliciar com o cardápio visual que a feira oferece, vale a pena cuidar do estômago com os cardápios de cañas y tapas dos infinitos bares do bairro.

Cañas y Tapas - Madrid

Cañas (lê-se canhas) é o nome dado aquilo que equivale ao nosso “choppinho” e tapas são os aperitivos que acompanham o chopp. A diferença é que todo bar serve uma tapa sem que você tenha que pagar por ela! Regalias? Talvez, mas para os madrilenhos é business, afinal se você está com estômago forradinho a chance de beber mais aumenta, certo? Cada caña custa cerca de €1,50.
Da La Latina é bem fácil chegar a pé a um dos pontos mais emblemáticos de Madrid:

Plaza Mayor

Plaza Mayor - Madrid

Aproveite para viajar na arquitetura e para voltar ao século XV, onde tribunal de inquisições, touradas e outros eventos típicos daquele período aconteciam bem ali. Eu, particularmente, viajei naquelas inúmeras portas e janelas que circundam a praça e imaginei como era presenciar eventos históricos da sacada da sua casa e me perguntava se hoje não fazíamos o mesmo sem dar-nos conta…Devaneios a parte…
Na Plaza Mayor há muitos restaurantes e bares. Não provei nenhum deles, porque já tinha sido recomendada de que tudo é muito caro e não necessariamente bom. Por este motivo resolvi caminhar mais alguns metros e conhecer o sensacional

Mercado San Miguel

Mercado San Miguel - Madrid - Espanha

Um dos meus lugares preferidos em Madrid..Dos 6 dias que estive na cidade, 3 eu passei pelo Mercado San Miguel. A atmosfera lembra um pouco nosso Mercado Municipal em São Paulo, no entanto lá é mais “chiquezinho” e moderno. Há inúmeras bancas de frutas, peixes, ostras, vinhos, sorvetes, doces e a deliciosa paella! Me fartei com a ração (é o nome da porção maior) de paella a €7 , turística sim , mas muuuuito boa! É possível sentar em algumas mesas que foram disponibilizadas, mas eu , sinceramente, não consegui nem uma cadeira que são disputadas a unha.
No meu roteiro de Madrid , o Mercado San Miguel tem que ser (ao menos) uma paradinha obrigatória!

Museu Reina Sofia

Museu Reina Sofia - Madrid

Há quem sugira visita ao Reina Sofia e ao Prado no mesmo dia. Eu não recomendo de jeito nenhum! São duas preciosidades que merecem muita atenção e disposição. Depois de 1h30 ou 2h já não creio que seja possível manter o mesmo cuidado com as obras.
É aqui que está o Guernica de Picasso, famosa obra que retrata a Guerra Civil Espanhola. Mas nem só de Picasso vive o Reina Sofia. Há obras sensacionais de Dalí, Velasco, Miró, Kandinsky… É muita informação (da boa!). Recomendo fortemente um guia ou ao menos o auto guia que consite em gravações e são mais baratos. O único problema é que na maioria das vezes está disponível somente em Espanhol e Inglês.
O valor da entrada deste museu é €5, mas como opções “muquiranas” estão sempre em nosso radar…Às segundas-feiras das 19h às 21h a entrada é gratuita! #dicadeeconomia

Museu Prado

Museu Prado - MadridTenho que confessar: meu preferido!
O museu é colossal e incrível! Perder-se pelas salas é uma idéia que seduz, mas é pouco prática quando se quer ver as principais obras deste lugar. Portanto, sugiro que ao chegar ao museu, pegue um mapa e busque as obras que sejam de seu maior interesse, caso contrário correrá o risco de sair de lá sem ver seu artista preferido. O valor da entrada do Prado é de “salgados” €14. Mas há experiências que o valor não pesa nada no bolso e para quem gosta de arte, sabe que o montante será esquecido frente ao primeiro Goya que você avistar…
Fiquei apaixonada por artistas que pouco conhecia como: Velazquez, Tiziano e Rubens e fui ao delírio com Caravaggio e Reimbrandt. Goya é fantástico, mas confesso que a influência de Velazquez me seduz muito mais. Estar diante da genialidade destes artistas emociona.
Imprescindível a contratação de guia ou auto guia, como mencionei acima no caso do Reina Sofia. Entrada gratuita de Segunda a Sábado das 18h às 20h, domingos e feriados das 17h às 19h. #dicadeeconomia

Palácio Real

Taí um lugar que me surpreendeu! Eu não imaginei que ficaria tão impressionada! Mas estar dentro de um Palácio Real com toda pompa, requinte e história realmente emociona. É muito glamour! rs.
Como no caso dos museus recomendo a utilização de guia ou auto guia, porque não vai fazer muito sentido você passar por aquelas salas suntuosas sem um prévia do que já aconteceu por ali. Vale muito a pena! O valor da entrada é de €10, mas a gente te ajuda dar aquela economizada… Todos os dias após às 17h a visita é gratuita! #dicadeeconomia

Onde comer (digo, beber) em Madrid?

National Geographic

Vinho y tapas - Culinária em Madrid

Nada mais propício do que uma “passadinha” no café da NatGeo para uma blogueira de viagem, certo? O lugar é bem aconchegante e na ocasião rolava samba com caipirinha: Era uma noite voltada ao Brasil. Eu sou muito nacionalista e ainda que você esteja pensando : “Sair do Brasil para ouvir Samba?”. Sim! Gosto de conhecer gente local que gosta do que eu gosto! Sacou? ;-)

Como eu disse, o bairro La Latina, mais especificamente na Calle Cava Baja, foi onde eu mais explorei o quesito bares, botecos & afins. Dali se pode extrair muito da cultura boemia de Madrid. Cañas a preços médios de €1,50, dá para se divertir muito! :-P
Abaixo vou descrever brevemente os lugares que visitei, mas sem a pretensão de resenhá-las, apenas com as minhas rápidas percepções. Até porque eu fui às cegas e entrava nos locais onde eu curtia o ambiente, as pessoas pareciam interessantes ou o visual era bem bacana. Sem indicações de guias ou amigos. Ali eu me perdi, mas na verdade me encontrei totalmente, se é que vocês me entendem… :-)

Taberna La Concha

Ambiente charmosérrimo! Ótimo lugar para tomar um vinho e provar como tapa uma “paellinha” bem boa!

La Fontanilla

Estilo Pub Irlandês, bom lugar para provar cervejas européias a bom custo X benefício. Tapas regulares.

El Schotis

Ah!!!! Acho que foi um dos meus cantinho pereferidos na rota de bares. Quem é de São Paulo vai me entender… Lembra um pouco o Bar Leo do Centro! Ali cheira tradição nas cañas servidas por senhores , que seguem o padrão não muito amigável dos atendentes espanhois, mas soa até engraçadinho…E a caña é muito bem tirada! Recomendo muitooo!

Taberna Txakolina

Pinxos - Culinária Espanhola

Destaque absoluto para os Pinxos, que são fatias de pão cobertas por frios e condimentos. É tudo de lindo para uma bela foto e sensacional para acompanhar a cervejinha!

Taberna Salamanca

Primeiro lugar que cheguei e fui muito bem atendida…Que surpresa! Quando fui elogiar o atendente ele me disse que todo mundo ali era Latino! hahahaha

3 colombianos se encarregam dio ótimo atendimento do local! ;-)

La cabra en el tejado

O primeiro bar que eu entrei em Madrid e melhor impressão impossível! Conseguimos rapidamente uma mesa (inédito, porque era um Domingo e o bar está bem na Feira do Rastro!) e as porções são muuuuuito generosas! Excelente custo X benefício. A dica é a porção de comida árabe! Oi? Arabe na Espanha…Sim! Vai por mim!

Lamiak

É o famosinho e querididnho dos descolados de Madrid. Se você conseguir entrar , parabéns! Você já e uma pessoa de sorte. Fazer um pedido é quase sonho. rs. Ambiente é pequeno , mas a galera se aglomera em bate papo animado , misturado a outros mais empolgados que dançam naquele meio metro quadrado destinado ao seu pé. Sinceramente? Bacana, mas eu prefiro o conforto de poder sentar-me tranquilamente para saborear e viver melhor tudo aquilo…Ai, a gente vai ficando velha e vai ficando chata, né? hahaha

Botin

Restaurante Botin

Não me atrevi a sentar em suas mesas, porque eu, realmente, tinha que economizar. Mas se você for com uma folguinha de grana, eu acho que vale muito a experiência de um almoço ou jantar no restaurante mais antigo do mundo! Inaugurado em 1725, o seu tradicionalismo faz com que este espaço seja mencionado em algumas obras literárias de Galdós. É um clássico de Madrid.

La Panza es primero

La-latina - Madrid - Espanha

Este é o único que não está no circuito da La Latina. Localiza-se no bairro de Chueca e o menu é Mexicano. O ambiente é super colorido e a meia luz… Coisas que eu realmente gosto. E a minha sugestão é a super porção de nachos que vem carregada e caprichada! É reviver um pouquinho do México no Velho Continente.

Noite em Madrid

A noite em Madrid é longa! Começa cedo e termina “cedo” também (leia-se dia seguinte pela manhã! rs). Por voltas das 19h as pessoas já costumam se reunir em bares e pubs e ali se estendem. Há quem prefira voltar para casa (ou hotel) por voltas das 21h para jantar ou tirar um cochilo para enfrentar a maratona que se seguirá após a 1h da manhã.
É isso aí! As baladas em Madrid começam entre 1h30 e 2h da manhã vai até umas 5h. Esta é só a primeira etapa… Daí as pessoas começam a circular em busca de um “ After” que vai até às 8h da matina! A noitada é muito forte e reconhecida internacionalmente não só pela intensidade, mas pela qualidade!
Confesso que eu já me sinto meio “tia” para encarar essa loucura norturna, mas até me arrisquei a ouvir um bom Rock’n Roll no Space Monkey, que localiza-se no bairro de Chueca, reconhecido como o bairro gay da capital.

Onde fica Madrid?


Exibir mapa ampliado

Dê uma volta por Madrid:

Eu curti muito, porque o som era sensacional e contei com a excelente companhia das amigas blogueiras brazucas que deram o tom da noite!

Balanço: € 32 de muita Gim Tônica, barriga “tanquinho” (de rir) e a sensação de mais uma missão cumprida com muito êxito! :-)

15 Comentários

  1. Só o seu jeito de escrever já desperta uma vontade louca de estar em cada um destes bares, muesos y otros rincones!
    Adorei o post!
    Torcendo pra conseguir conhecer logo!
    Beijos!

  2. Lidoca, esse post tá a TUA CARA!! Amei cada vírgula e já fiquei morrendo de saudades do nosso pouquíssimo tempo juntas.
    Valeu demais pela menção do Feriado Pessoal no post fantástico sobre Madri.
    A saudade aumentou ainda mais só de comentar aqui. Já pode isso produção?
    Besos super gordos, chica!!!

    Dany
    http://feriadopessoal.com

    • E como não mencionaria você (seu blog que é show!), Ludmy e Atila que fizeram minha viagem ainda mais linda???
      Só posso agradecer vocês pela experiência e o Universo pelo nosso encontro! Saudadeeee!!!!
      Se passar aqui em SP antes de voltar, me avisa. Minha convidada para um vinho em casa. Beijoks.

      Ah! O post acabou de ser escolhido para o Viaje na Viagem! Estamos lá! :-))

  3. Oi, Lidiane. Tudo bem? :)

    Seu post foi selecionado para a #Viajosfera, do Viaje na Viagem.
    Dá uma olhada em http://www.viajenaviagem.com

    Até mais,
    Natalie – Boia

  4. Oi!!! Estou relendo seu post para o meu esposo, estamos planejando a proxima viagem e suas dicas vão ajudar muito!!! Parabens pelo sucesso!!! Bjs Sol

  5. Muito bom o seu post! Ótimo conteúdo sobre viagens. Estamos com um novo site que compara os melhores preços de assistência de viagem http://www.seguroviagemideal.com.br
    Aguardamos sua visita.
    Obrigado

  6. Lidiane , obrigado pelas dicas , vc é show , agora mesmo estava lendo sobre Marrocos, agora sobre Madri. vou conhecer as duas cidades em dezembro , irei ver o galo no mundial de clubes , e vou aproveitar o maximo as dicas !
    estou um pouco com medo de entrar em Madri , aeroporto; brasileiros devolvidos, etc , devo fazer o que para entrar tranquilamente.
    obrigado ,
    abraços!

    • Fale a verdade. A Espanha ja nao está tão rigorosa com a entrada de brasileiros, afinal a crise (que é real e vc verá) abrandou o coração dos espanhóis! ;)

Comenta aeeee!

.